Para Fetarn, inauguração de fábrica de polpa de frutas em Guamaré deve servir de modelo de política pública

187

O Rio Grande do Norte destaca-se nacionalmente como um dos maiores produtores de frutas tropicais do Brasil, contando com uma agricultura familiar representativa. É diante dessa realidade que a inauguração, no próximo dia 14 de março, de uma fábrica de polpa de frutas no município de Guamaré, construída com recursos públicos e que será assinado um termo de concessão de uso para a Cooperativa de Desenvolvimento Rural e Artesanal de Guamaré (Cooderg), com sede no município, está sendo vista como um importante modelo de política pública a ser seguido no estado.

É o que aponta a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do RN (Fetarn). Segundo o presidente da entidade, Erivam do Carmo, essa é uma iniciativa que deveria ser implantada como política pública, com aporte de recursos federais, estaduais e municipais. “Com a industrialização, temos o escoamento da produção nos períodos de safra, evitando desperdícios, além de agregar valor. A Fetarn estimula a construção de soluções como essa, dentro do PADRSS (Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário) da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura)”.

A fábrica de polpa de frutas será pioneira no RN com uso de recursos públicos exclusivamente municipal. A prefeitura de Guamaré investiu mais de R$ 638 mil no projeto, sendo R$ 238.318,72 na construção e R$ 400.185,60 na aquisição de equipamentos. O empreendimento funcionará nas instalações construídas no Assentamento Santa Paz, do Incra, localizado na Zona Rural do distrito de Baixa do Meio às margens da BR-406, KM 38, beneficiando várias famílias.

O espaço inclui áreas para processamento e armazenamento de produtos em câmara fria, além de instalações para serviços, banheiros e vestiário. A produção será conduzida pelas cooperativas locais (Cooderg) e inicialmente serão comercializadas no mercado local. Na primeira etapa, foram treinadas 20 pessoas e terá mais capacitações para os fornecedores da fábrica, por meio da cooperativa, todas são residentes da comunidade de Santa Paz.

Mas, além desta comunidade, os benefícios se estenderão aos assentamentos de Santa Maria 3, Umarizeiro e Lagoa de Baixo, totalizando mais de 200 famílias beneficiadas de Guamaré e municípios da região. As polpas produzidas inicialmente serão de caju, umbucaja, manga, goiaba e acerola, e terá capacidade máxima para produzir mil quilos de polpa por dia.

SERVIÇO
Inauguração da Fábrica de Polpa de Frutas de Guamaré/RN
LOCAL: Assentamento Santa Paz em Baixa do Meio
DATA: 14/03/2024 (quinta-feira)
HORA: 9h

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here