Fetarn presente em eventos sobre a mecanização da agricultura familiar.

93

Celebrando a parceria Brasil-China, os eventos aconteceram nos dias 25 de janeiro a 03 de fevereiro de 2024.

     A organização foi realizada pelo Governo do Estado Potiguar por meio da Sedraf (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar), além disso os eventos contaram com a presença das delegações do Ministério do Desenvolvimento Agrário e da Agricultura Familiar (MDA), representantes dos Estados Nordestinos, Universidades Públicas, Institutos Federais e Sindicatos Rurais.

Foto: Equipes Sedraf-RN e STTR Apodi

     Diversas bandeiras foram levantadas. Dentre elas, é importante destacar o espaço cedido às agricultoras familiares durante os seminários “Mulheres Rurais e Máquinas Agrícolas” e “Produção e Reprodução Para o Bem Viver”, realizados pela Sedraf, como também a Formação de Montagem e Testagem, ministradas por empresas chinesas no IFRN-Campus Apodi e a  discussão da Instalação do Centro de Inovação e Tecnologia  para a mecanização agrícola, na UERN em Mossoró.

     O presidente da Fetarn, Erivam do Carmo, reforçou a importância da iniciativa articulada pela Câmara Temática da Agricultura Familiar (CTAF), no âmbito do Consórcio Nordeste, e também, demonstrou empolgação acerca da representatividade na transição entre um modo de produção rudimentar para uma produção tecnificada. “Um novo jeito de fazer a agricultura, onde as máquinas, os microtratores, enxadas mecânicas, e entre tantos outros suplementos agrícolas, ajudarão na questão do manejo do solo, da diminuição da mão-de-obra e, com certeza, no aumento da produção”, destaca.

    Ao todo, são 29 máquinas a serem testadas no Rio Grande do Norte por cerca de 150 famílias do Oeste, onde concentra-se boa parte dos empreendimentos agrícolas familiares do Estado. O coordenador da regional Nordeste da CONTAG, Manoel Cândido, fala sobre a necessidade de máquinas agrícolas adequadas à agricultura familiar e a luta por financiamento,”Nós esperamos que o governo coloque isso à disposição dos agricultores familiares com juros baixos, para que todos consigam adquirir essas máquinas. É de extrema importância para a agricultura familiar, não só do Rio Grande do Norte, mas do Nordeste e do Brasil”, reforça.

    A mecanização da agricultura familiar vai ajudar a rotina da família agricultora no campo, além de possibilitar a inserção de mulheres e jovens no trabalho laboral. No entanto, o presidente da CONTAG, Aristides Santos, ressalta que o maquinário seja aprimorado para as necessidades específicas da agricultura brasileira. “Nós precisamos dos equipamentos adequados à agricultura familiar, a partir dos nossos estudos para que a gente possa trabalhar bem esse processo”, completa.

      A cooperação com a China visa superar o baixo índice de mecanização agrícola na agricultura familiar, especialmente do Nordeste, onde, segundo o Censo Agropecuário do IBGE (2017), somente 2,3% da agricultura familiar possui mecanização; 0,5% das propriedades nordestinas possuem algum tipo de equipamento para semear e só 0,2% utilizam algum tipo de equipamento para colher o que produzem.

Conheça a parceria Brasil-China

    A Parceria Brasil-China para mecanização de agricultura familiar é fruto de um memorando de entendimentos firmado entre o Consórcio Nordeste, a Universidade Agrícola da China (CAU) e outros entes, como o Instituto Internacional Para Cooperação Popular (IPAC – BAOBAB), e o seu principal objetivo é a potencialização da produção de alimentos saudáveis no Nordeste, por meio da mecanização agrícola adaptada à realidade.

     A execução do projeto é responsabilidade do Governo do Estado do RN, por meio da Sedraf-RN. Os demais participantes que compõem a iniciativa são o Instituto Internacional de Inovação de Equipamentos Agrícolas e Agricultura Inteligente (IIIEAAE), a Associação Internacional para a Cooperação Popular (IAPC/BAOBAB) e  a Associação dos Fabricantes de Maquinaria Agrícola da China (CAAM). Também integram a missão a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte (Fapern); Cooperativa da Agricultura Familiar Xique Xique; IFRN (Campus Natal e Apodi); Prefeitura Municipal de Apodi e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Apodi(STTR).

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here