Fatima Bezerra em reunião com a FETARN

Fátima vai levar pleito da Fetarn para Fórum de Governadores do Nordeste

Diretoria da Federação dos Trabalhadores na Agricultura reivindica reformulação no programa Garantia-Safra

FETARN em audiência com Fatima Bezerra

O Rio Grande do Norte vai levar para a mesa de debates do Fórum de Governadores do Nordeste a proposta de reformulação do Garantia-Safra, um pleito dos produtores rurais que inclui a correção do valor do benefício e mudanças na metodologia de aferição de perdas da safra agrícola. O compromisso foi assumido pela governadora Fátima Bezerra em reunião com a diretoria da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetarn), nesta quarta-feira, dia 11. O benefício é vinculado ao Ministério da Agricultura e executado em parceria com os governos estaduais e prefeituras municipais.

“Antes disso, vamos fazer essa discussão na câmara técnica coordenada por nós para que possamos ter um debate bem articulado e consistente e que possamos avançar. É um pleito muito justo”, afirmou a governadora, que aproveitou a presença dos trabalhadores rurais para anunciar a antecipação do Garantia-Safra deste ano da parte que cabe ao governo do Estado e o empenho de sua administração no fortalecimento da Agricultura.

Na reunião, o presidente da Fetarn, Manoel Cândido, apresentou uma pauta de reivindicações que contemplava também o programa do leite, a instalação de poços em comunidades rurais com problema no abastecimento de água e a questão da ração animal, esta uma preocupação que vem aumentando em função do baixo volume de chuvas na quadra invernosa de 2021.

O titular da Secretaria do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (SEDRAF), Alexandre Lima, disse que o governo está elaborando um estudo técnico que vai apontar quais municípios estão em situação mais crítica. “Esses municípios terão prioridade nas ações emergenciais. O estudo está sendo feito pela Emparn (Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte) e leva em conta, além do desvio médio de precipitação pluviométrica, a situação do rebanho bovino, caprino e ovino.” Segundo Alexandre Lima, as ações devem ser implantadas em setembro.

A secretária do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Iris Maria de Oliveira, lembrou que governo do Estado vem melhorando a gestão do Programa do leite, inclusive com reajustes para cobrir a defasagem de preços provocada pelo aumento da ração animal e que trabalha para colocar o pagamento em dia.

O coordenador de Hidrogeologia, Ivan Fioravante Feitosa, disse que a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (SEMARH) vai cumprir a meta de perfuração de 850 poços até o final deste ano, e que o trabalho de instalação será agilizado tão logo sejam superadas pendências que estão sendo tratadas pela Procuradoria Geral do Estado.

Para o presidente Manoel Cândido, a reunião foi importante porque tratou de algumas pendências de interesse dos trabalhadores rurais e agricultores familiares do Rio Grande do Norte. “Incluímos também na discussão, a campanha solidária dos sindicatos, que arrecadou alimentos para doação aos trabalhadores que não tiveram safra e estão em dificuldades. Com a pandemia, esse cenário se agravou no Rio Grande do Norte. A reunião foi importante para a luta em defesa dos agricultores familiares do Estado.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *